GuiaMBA
Guia MBA Download:Baixar PDF da a entrevista com Maria Tereza Gomes

Guia MBA Download:Baixar PDF das melhores escolas e cursos MBA

Notícias

Inscrições abertas para MBA da BM&FBovespa

Estão abertas as inscrições para os dois cursos de MBA oferecidos pelo Instituto Educacional BM&FBovespa, até o dia 19 de setembro. As vagas são para o MBA em Pricing e Risco e o MBA em Derivativos.
A seleção dos candidatos é feita por análise de currículos, entrevistas e provas, realizadas no segundo semestre de 2008. As aulas iniciam em 5 de janeiro de 2009.
Maiores informações sobre os conteúdos programáticos dos cursos no .

Leia +

Artigos

País fez tropicalização de regras

Segundo Richard Lucht, realidade brasileira não permite, por exemplo, dedicação em tempo integral

A propaganda de que um MBA no currículo representa aumentos no salário e cargos melhores aos executivos é realmente uma oferta tentadora, transformou essa sigla em moda nacional. Hoje, quase todas as instituições têm suas ofertas para o tentador mercado que busca dinheiro e sabedoria. Volte ao mundo real na hora de escolher uma escola, no entanto, pode evitar frustrações mais adiante. É o que diz o conselheiro da Associação Nacional de MBA (Anamba), Richard Lucht. Como o especialista revelou na em sua entrevista, concedida ao repórter Marcos Rogério Lopes, poucos cursos do Brasil têm qualidade suficiente para serem considerados MBAs de verdade.

Quantos cursos de MBA existem hoje no Brasil e como atestar a qualidade dos mesmos?

“Eu diria que existem hoje pelo menos 9 mil cursos no Brasil que levam o nome MBA, e esse número vem crescendo dia após dia. A oferta aumentou consideravelmente na última década para atender à demanda por especialistas do mercado de trabalho, mas esse crescimento nem sempre atende às necessidades das empresas e dos executivos. É importante que o interessado confirme os rankings dos melhores cursos do Brasil e também ouça ex-alunos que já o concluíram.”

E como atender às necessidades do mercado de trabalho? Quais critérios que uma instituição precisa obedecer para ter um MBA credenciado pela Anamba?
“É exigido o cumprimento de treze requisitos básicos para qualidade. E, garanto, desses 9 mil cursos que existem no Brasil , certamente nem uma centena passa na análise das regras”.

Quantas instituições são aprovadas pela associação?

Hoje em dia, apenas seis instituições têm cursos patenteados pela Anamba. São elas: FIA, Ibmec, ESPM, BSP (Business School São Paulo), Katz (SP) e Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Outras instituições pediram credenciamento, mas essa avaliação leva algum tempo, por causa dos vários critérios que têm de ser obedecidos.

Esta errado, de acordo com a Anamba, cursos de MBA temáticos, para áreas específicas, como construção civil e comunicação, por exemplo?

Pode até existir um MBA para uma área tão definida, mas é muito difícil que atenda às normas internacionais. Pelo seguinte porém: exigimos, no mínimo, 360 horas de conteúdo exclusivo para administração, o que torna complicado para uma escola, sob risco de deixar o curso muito extenso, oferecer essa carga mínima e também outras disciplinas tão setorizadas.

O que a Anamba faz para coibir os falsos MBAs?

A Anamba não tem poder de polícia, não tem a capacidade de fechar ou autorizar cursos no país. No Brasil, aliás, não há controle dos cursos lato sensu, já que o MEC se restringe somente o pedido de registro das especializações às instituições. Nosso objetivo não é, apontar os ruins, mas sim valorizar as melhores ofertas do mercado de trabalho, destacando as boas escolas e orientando os candidatos interessados.

O MBA brasileiro é exatamente igual ao MBA americano?

Na realidade, não. Fazemos aqui, em alguns pontos, o que chamamos de “tropicalização dos critérios internacionais”. Lá fora, por exemplo, exigem estudo full time dos executivos. Eles ficam dois anos praticamente internados na universidade, apenas estudando, o que não é possível na nossa realidade. Desse jeito, não pedimos período integral, mas, por outro lado, cobramos das instituições uma estrutura muito bem elaborada para nutrir essa diferença em relação aos cursos de MBAs do exterior. Por isso, são necessários no mínimo 480 horas de aulas presenciais e um formato que não faça com que nossos alunos percam conteúdo em comparação com os de fora.

O que o senhor acha das instituições de ensino que vendem o curso como uma garantia de aumento de salarial e de crescimento empresarial imediato?

Eu atribuo isso ao pragmatismo importado dos EUA, até porque o MBA é originalmente norte-americano. Nos EUA, vende-se essa idéia de que “faça isso que você terá aquilo”, o que se aplica também aos ganhos imediatos que se conseguiria com os MBAs. Mas, na verdade, não é desse jeito. A pessoa que for atrás do curso sem a intenção de se dedicar ao mesmo e não souber usar seus conhecimentos em seu crescimento profissional, dificilmente vai conseguir algum ganho imediato. A postura passiva não vai ajudar a ter aumento de salarial.

Entrevista por Marcos Rogério Lopes
Publicada originalmente em

Leia +
Mba

Artigos

Mestrado profissional x MBA

Na dúvida de qual especialização procurar? Encontre aqui as semelhanças e diferenças principais dos tão falados MBAs e os mestrados profissionais.
O mestrado profissional enquadra-se praticamente no mesmo segmento em que alguns cursos de especialização ou então os conhecidos MBAs estão, isto é, buscam oferecer a profissionais já atuantes um aprofundamento na sua formação.

Leia +